16 de abr de 2008

“De cinderela a superexecutiva” (Editora Rocco).


Livro mostra como as lições de contos de fadas podem melhorar sua vida profissional

por Maria Vianna, especial para O Globo Online

RIO - O que as heroínas do imaginário infantil como Cinderela, Rapunzel e Branca de Neve têm a ver com o competitivo mundo dos negócios? Tudo, na opinião da empresária americana Cary J. Broussard, eleita ano passado uma das 25 mulheres mais influentes do mundo na área de marketing pelo Sales & Marketing Association International, nos Estados Unidos.

Cansada da forma como os livros de auto-ajuda empresarial retratavam os erros femininos no ambiente de trabalho, ela se inspirou nos contos de fadas para mostrar que, mesmo (mas nem sempre) aparentando mais frágeis e emotivas que seus companheiros de trabalho, as mulheres têm espírito empreendedor e plena capacidade de dar a volta por cima em qualquer estágio da vida profissional.

"Todo conto de fadas clássico tem uma transformação em sua essência.”

De Cinderela-criada a Princesa, de Patinho Feio a Cisne, do desamparo ao poder, essas histórias nos ensinam que a transformação é possível. Traduzindo para a realidade de hoje, isso significa que você pode despertar de um emprego sem perspectivas e transformar um trabalho corriqueiro em uma carreira lucrativa, equilibrada e satisfatória", explica Cary no recém-lançado livro “De cinderela a superexecutiva(Rocco).

Em vez de estimular a competitividade e a agressividade, Cary Broussard sugere que as mulheres devem abraçar a feminilidade e a intuição, assim como as heroínas da infância, mas sem, é claro, perder o foco na posição que almejam conquistar.

Para a autora, "os contos de fadas transmitem verdades humanas fundamentais que nunca mudam", como perseverança, coragem, humildade, curiosidade e paciência, qualidades essenciais para que uma boa profissional se destaque no mercado. Além do livro, Cary criou o site www.cinderellaceo.com (em inglês), que contém uma série de recursos para mulheres que querem ser mais empreendedoras e que buscam contatos com colegas de outros países.

" Você pode despertar de um emprego sem perspectivas e transformar um trabalho corriqueiro em uma carreira lucrativa "

Livros devem ser apenas um ponto de partida para mudanças

Porém, de nada adianta ler um livro de auto-ajuda se as sugestões não forem colocadas em prática, diz Silva Case, vice-presidente da Divisão de Consultoria da Catho. Para ela, nada cai do céu, tanto na vida profissional como na pessoal.

- Para quem está em início de carreira, este tipo de livro pode ser de muita utilidade porque tem orientações valiosas. Já para quem está estagnado em um emprego sem futuro, ele pode ser uma chacoalhada. O valor da maioria das leituras voltadas para o sucesso profissional é que elas incentivam o auto-conhecimento e uma avaliação mais profunda de suas competências e fraquezas. O sucesso profissional costuma vir de uma combinação de fatores, principalmente da boa auto-estima e do planejamento - avalia Silvana.

Conheça algumas das lições e chegue mais perto do seu final feliz

-- Cinderela: Estabeleça sua imagem profissional, aja de acordo com o cargo que você quer alcançar e conquiste a atenção e o apoio de um mentor importante.

-- Branca de Neve: Seja flexível e mantenha o bom humor na hora de lidar com chefes invejosos, manipuladores ou injustos. Demonstre lealdade e apoio aos colegas e nunca faça fofocas.

-- Chapeuzinho Vermelho: Estabeleça suas prioridades e se mantenha no seu caminho, mesmo que para isso tenha que experimentar diferentes estratégias e mantenha o olho aberto para colegas de caráter duvidoso.

-- João e Maria: Fique atenta para reconhecer os sinais que mostram que seu emprego pode estar em perigo. Invista nos exercícios físicos, principalmente se estiver desempregada. Afie suas habilidades e procure um emprego que tenha a ver com seu plano de carreira.

-- Bela Adormecida: Respeite as diferenças culturais, evite acusações injustas e aprenda a lidar com as eventuais barreiras causadas pela idade ou pelo machismo.

-- Rapunzel: Compartilhe informações, idéias e recursos. Envolva-se com projetos sociais e, se eles não existirem em sua empresa, crie pelo menos um.


Nenhum comentário: