21 de fev de 2008

Elfo além-mar


Nos céus distantes,
Sobre as nuvens, cama de algodão que parecem sutentar tudo,
Se desloca na velocidade da luz
Na cadência de sons maviosos,
O Elfo dos Elfos!

Rumo às montanhas bascas
Em meio às brumas dos Pirineus
Em terra mística, sagrada
Com seres mágicos e de extrema sensibilidade
Vai transformar das pessoas
Transmitir sensibilidade
Expressar suas paixões
E transformar um pequeño pueblo numa imensidão
Sob o som que esculpe,
Com seus gestos fluidos e magnéticos
Fazendo com que seus comandados
Entreguem-se, completamente,
À magia de seu comando magistral.

Maestro da Natureza, Dono da floresta
Onde a Fada transita sob o efeito de seus poderes!

Mesmo longe, com um oceano de distância,
Sua presença está nos detalhes,
Nos traços deixados junto ao leito,
Nas nuances de emoção que desperta
E no olhar vago que a Fada apresenta, já na aurora,
Esquadrinhando a imensidão azul,
Direcionando seus pensamentos à Estrela Polar,
Onde seu Maestro-Elfo estará,
Ativo, altivo, magnético, sensível e amoroso,
Regendo o Mundo!




Nenhum comentário: